terça-feira, 3 de maio de 2016

Das coisas que me dizem...

- Mas isso já te passou...

Não, não passou. Tu ainda não me passaste. Ainda me lembro de ti dia sim, dia sim.

Tiveste um efeito demasiado monstruoso em mim. Curioso, não é? Em tão pouco tempo, conseguiste mexer com tanta coisa.

Sabes, o problema é mesmo esse. O efeito que tiveste em mim. As coisas com que mexeste. Não te consigo esquecer porque não consigo esquecer, nem vou esquecer nunca, tudo o que aprendi contigo, o quanto evoluí contigo, o quanto mexeste comigo, o quanto me obrigaste a crescer.

No fundo, não te esqueço porque me quero lembrar disso tudo. E as duas coisas são indissociáveis.

Parece complicado, mas é tão estupidamente simples!...

4 comentários:

  1. Not good not good!
    Qualquer relação que venhas a ter.... esse teu passado vai estar agarrado! Espero que passe mesmo.. porque assim irá ser mais comlicado.
    Força nisso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há-de passar, porque tudo passa :) Mas o passado e a bagagem vão estar lá sempre. Neste caso, ainda bem (ainda que nem sempre pareça!).

      Eliminar
  2. Também acho que há-de passar.
    Eu já passei de dia sim, dia sim, para dia sim, dia não... e agora já vou em semana sim, semana não. :) E acho que assim é porque também já tenho em quem pensar dia sim, dia sim ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahah nada como ter alguém novo em quem pensar :)

      Eliminar