segunda-feira, 25 de julho de 2016

Do tempo que voa...

Foi há sete anos atrás que escrevi o primeiro post deste blogue.

Sete anos. Poucas coisas na minha vida duraram sete anos. E pensar que passaram 15 desde que criei o livejournal, e passaram sei lá quantos desde que criei o meu primeiro site e comecei a partilhar com o Mundo o que me ia na alma...

Foram sete anos com muitas intermitências (como as da Morte), com muitos altos e baixos, com a minha vida a dar mil e uma voltas.

Este blogue viu-me casar, viu-me divorciar, viu-me levantar-me e voltar a cair, viu-me estudar, viu-me trabalhar, viu-me viajar, viu-me feliz, viu-me triste, viu-me crescer, viu-me ficar muito pequenina, viu a família a crescer, viu a família a encolher.

Sei que muito do que escrevo nem sempre faz sentido, nem sempre é bem percebido, mas este blogue é o melhor diário que posso ter dos últimos anos.

E por isso, e só por isso, espero conseguir mantê-lo por muitos mais 7 anos.

Obrigada a quem anda por aí. Obrigada a quem perde o seu tempo a comentar, a mandar mails, a dizer que está aí, a dar conselhos, a disparatar comigo, a dar força quando ela me falta. Não escrevo para os outros, que a escrita é um exercício muito meu e muito solitário, mas este blogue já me trouxe muito boa gente. Obrigada.

4 comentários:

  1. Sete anos é muito tempo de vida para um blog. Estás, por isso, de parabéns! :D
    Estou por cá há pouquíssimo tempo (tendo em conta a longevidade que este cantinho atingiu), mas este é um daqueles blogs pelos quais nos enamoramos à primeira. Pela qualidade de escrita, pela carga emocional que muitos dos posts carregam, pela sinceridade que colocas em cada palavra.
    Por tudo isto, espero que fiques por aqui muitos e bons anos. Acho que posso falar em nome de todos os que aqui vêm: obrigado, nós, por nos dares tantos momentos de profunda emoção, de genuíno prazer e de boa-disposição muito regular. Beijinhos! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras e por andares por aí :)

      Eliminar
  2. 7 anos é mesmo muito tempo. Da minha muito modesta parte, que cheguei aqui recentemente, não tens nada que agradecer. Continua a escrever para ti, como se ninguém estivesse a ler.

    “You've gotta dance like there's nobody watching,
    Love like you'll never be hurt,
    Sing like there's nobody listening,
    And live like it's heaven on earth."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era tão bom puder escrever como se ninguém estivesse a ler!... :)

      Eliminar