quinta-feira, 26 de março de 2020

Do estado deste blogue ou dos pontos de situação...

Tirando os últimos dias, este blogue esteve a modos que ao abandono nos últimos meses, com menos posts do que o habitual, e com a larga maioria a resumir-se à foto do dia e uma qualquer breve consideração.

Houve várias vezes em que eu pensei em voltar a escrever. Também houve várias vezes em que eu quis escrever e não pude. Mas, na maior parte dos dias, a verdade é que no meio do caos dos dias, dos meus enjoos, e da minha inércia, não me apeteceu escrever. Eu até tinha mil e uma ideias na minha cabeça, eu até ia escrevendo noutros sítios, mas não me apetecia escrever aqui.

Talvez isso mude, daqui em diante. Talvez.

Não sem antes fazer aqui um pequeno disclaimer

Este blogue já leva mais de 10 anos de existência (caramba! estou velha!).

Em 10 anos de blogue, já aqui se falou: de casamento; de divórcio; de corações partidos; de relações falhadas; de relações que pareciam felizes e que, veio-se a ver, não eram; da alegria; de viagens; de concertos; de arte; de museus; de vida; de morte; de compras; de roupas; de cosmética; de animais em geral e de gatos em particular; de comida e restaurantes e receitas; de teatro; de terapia, psicólogos e psiquiatras; de bailado; de política, até!; de dois mestrados e outras formações diversas; de maleitas de saúde; de famílias; de medos e divagações; dos maiores disparates; dos meus gostos e ódios; e, muito nos últimos tempos, de corridas. 

Este blogue cresceu comigo, evoluiu comigo, acompanhou-me. A pessoa que sou hoje, não é a mesma que o começou em 2009. E ainda bem. Os temas por aqui falados foram sendo do mais variado possível e foram, obviamente, reflectindo também o que se passava na minha vida.

Confesso que nem sempre percebo muito bem por que raio continua a haver gente desse lado depois de tantos anos, e menos ainda percebo os números de visitas, face ao número de comentadores e de visitantes habituais que eu sei que estão desse lado. Ao fim destes anos todos, ainda me assusta um pouco não saber ao certo quem me lê, mas tento que isso não me condicione (muito) no que escrevo.

Ainda assim, nos últimos anos tenho escrito mais sobre corridas (eu! a pequena lontra!...), e isso trouxe até aqui muito boa gente que acabou a fazer parte da minha vida real também. E isso, não tem preço! Não foi só por causa das corridas, mas este blogue já me trouxe muita gente e isso é mesmo muito bom! A sério.

Posto isto, e chegando, finalmente, ao dito disclaimer: considerando que eu deixei de correr (por tempo indeterminado) e que estou grávida (por tempo mais ou menos determinado - ou assim espero eu!), é provável que a temática aqui no blogue mude nos próximos meses. Isto não vai virar um blogue de maternidade, tal como nunca virou um blogue de corridas. Vai continuar a ser o meu blogue, a falar de tudo e mais alguma coisa, mais disparate, menos disparate.

No meio disto tudo, a única coisa que importa mesmo é que eu volte a ter vontade de escrever. Muito. Seja lá sobre que tema for!



#staysafe #euficoemcasa

4 comentários:

  1. No fundo, hoje em dia os blogues funcionam como uma espécie de diário mas aberto ao mundo. E servem como memória futura para cada.
    E este teu cantinho é especial pelo que dás de ti.
    Foi, é e será assim, escreves quando tens vontade ou motivo e o passares mais tempo sem escrever também é um motivo.
    Que fiquem todos bem nesta fase tão complicada do mundo e, em simultâneo, neste momento tão importante na vossa vida.
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  2. É um blogue pessoas, é normal que evolua e mude contigo... é por isso que eu continuo por aqui! :) Força

    ResponderEliminar
  3. Só cheguei nos últimos tempos mas cá estou, sempre a fazer comentários que ninguém pede :) manda lá os textos, "textualiza" o que te vai na alma ;)

    ResponderEliminar

Os devaneios Agridoces mais lidos nos últimos tempos...