sábado, 5 de março de 2016

Da vida...

Ontem partilhei aqui um excerto de um texto do Bagaço Amarelo e ontem a Joana também escreveu sobre a vida. E já o Pedro Paixão dizia "Viver todos os dias cansa".

E cansa mesmo. Cansa sobretudo, fazendo aqui uma mixórdia entre os dois textos referidos anteriormente, quando tentamos de tal forma manter a nossa vida ocupada para nos esquecermos do que nela falta, que nos esquecemos de viver.

É difícil chegar a um equilíbrio. É difícil deixarmos a nossa vida abrandar. É difícil pararmos para contemplar o que temos. Queremos viver. Sofregamente. Queremos aproveitar cada instante. Queremos ter histórias para contar. Queremos ter fotografias para partilhar nas redes sociais. Queremos mostrar ao mundo que estamos bem e felizes.

E, no meio de tudo isto, esquecemo-nos de nós. Esquecemo-nos do que realmente importa. Esquecemo-nos também de dar tempo à própria vida para que possa correr livremente. Às vezes, o melhor a fazer, é mesmo pôr a nossa vida em pause. É descansar de viver. Só para que depois possamos recomeçar em pleno!...

Sem comentários:

Enviar um comentário