terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Das minhas irritações...

Voltámos àquela fase gira em que quero escrever e não posso. E isso irrita-me.

Tinha escrito um post, com uma fotografia e tudo, e na hora de carregar em Publicar, hesitei e apaguei tudo.

Haverá alguma razão lógica para eu me preocupar com o que as pessoas pensam?...

A resposta simples é que não, não há. Mas a resposta verdadeira é que não sou capaz de magoar, por magoar. A verdade é que sei quem lê este blogue, por um lado, e não sei quem o lê, por outro, e custa-me vir partilhar algumas alegrias ou tristezas. Custa-me vir mostrar ao Mundo a minha felicidade ou a minha infelicidade, consoante os casos.


Custa-me tudo isto. Custa-me não poder ser eu no MEU blogue. Custa-me esta coisa do politicamente correcto, e do oh meu Deus o que vão pensar as pessoas. E do será que vou magoar alguém? Meus Senhores, eu tenho de me preocupar é em saber se eu não me vou magoar. E, mesmo assim, se eu me magoar é problema meu. Eu caio, eu levanto-me. Simples.

Este blogue é um blogue pessoal. Não é um blogue de culinária, crítica literária, ou análise social. É o blogue da Agridoce. Onde a Agridoce escreve o que bem lhe apetece. E a Agridoce não se devia preocupar com o que os outros pensam ou dizem. Ouviste bem, Agridoce Maria?

4 comentários:

  1. É tão fixe cagar para o que os outros pensam! :|

    ResponderEliminar
  2. Mas é complicado.
    Eu sou uma pessoa do politicamente correto, sempre diplomata, tento ser sempre correta e não ferir ninguém, nem mesmo quando não estou de bom humor. Por norma, não sou uma pessoa de "estou-me a cagar". Nunca fui, em nenhum aspeto. Mas, felizmente, às vezes tenho umas epifanias, faço o que me dá na gana e digo em voz alta para mim "Eu faço o que me apetecer", como se me estivesse a justificar. Por isso compreendo-te.
    Por isso é que ninguém sabe do meu Blogue. Ninguém.
    M

    ResponderEliminar