sábado, 26 de novembro de 2011

Dos meus dilemas...

Estou, neste momento, num dilema. Bom, se calhar, desde que existo e penso, que vivo em dilemas. Faz parte de mim.

Mas, neste caso, o dilema do momento prende-se com algo mais complexo do que os dilemas habituais do estilo botas ou galochas.

Neste caso, as minhas dúvidas prendem-se com questões existenciais, no sentido literal.

Tento perceber se devo aproveitar o que a vida me dá e gozar o que de bom tenho, ou se devo lutar por mais e procurar o perfeito. Correndo o risco, no primeiro caso, de acabar por me sentir insatisfeita. Ou correndo o risco, no segundo caso, de concluir que a perfeição não existe.

Eu sou exigente. Estupidamente exigente. E sim, busco a perfeição. Acredito na perfeição. É o que me dá alento. É o que me faz levantar da cama por achar que um dia vou encontrar a minha perfeição. Na vida pessoal, familiar e profissional. Eu tenho de acreditar nisto. Não sei viver doutra forma.

E, neste momento, tento perceber o que fazer com que tenho em mãos nesta altura. Baixo os braços e desisto porque ainda não é isto que eu quero? Ou aproveito enquanto posso porque não sei o dia de amanhã?


Fica a dúvida... Fico eu com a dúvida... Vai a dúvida passear até Londres!... E hei-de voltar ainda mais enduvidada...

3 comentários:

  1. Também estou assim e é uma merda.
    Não tenho que decidir agora, mas eventualmente, a decisão terá que ser tomada.
    E mesmo quando o coração grita VAI! a cabeça, o grilo falante interroga sempre "tens a certeza?"
    Eu não sei mas a pergunta que faço é: se não fores, se ficares onde estás, vais-te arrepender nos dias seguintes de não ter aceite a outra opção ou estarás bem?
    Podemos sobreviver a uma má decisão (porque só se muda para melhor; é nisso que se acredita quando se dá o passo), mas o sentimento de arrependimento que poderá ecoar por não termos arriscado pode dilacerar.
    Hope U choose wisely*
    M

    ResponderEliminar
  2. Menina M: obrigada. Continuo confusa e sem saber o que fazer. Mas acredito que o tempo me ajudará :)

    ResponderEliminar