quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Do ar que me falta...

Sento-me e vejo o mesmo filme desenrolar-se diante dos meus olhos, outra vez.

É óbvio. Tão óbvio.

E eu insisto em não querer ver. Eu insisto em negar que o céu é azul, que depois do dia vem a noite, que a Terra gira à volta do Sol.




Até quando?...

3 comentários:

  1. Espero que a resposta a essa pergunta seja «até quando quiseres». Com isto quero dizer que espero que dependa exclusivamente de ti a solução do problema, ainda que não saiba (e não tenha de saber) qual é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende de mim, sim. O problema é mesmo esse...

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar