domingo, 2 de outubro de 2016

Das coisas que nos sustentam...

A vida ensina-nos as maiores lições quando menos esperamos e das formas mais incríveis.

Hoje foi mais um dia de aprendizagem, de crescimento, de evolução.

Hoje acordei cansada depois de uma noite de insónias, de pesadelos, de muitas voltas na cama.

Hoje saí de casa e fiz 30 km a conduzir de coração apertado e com uma vontade imensa de chorar e de voltar para trás.

Mas hoje, mais uma vez, superei-me. Superei medos, inseguranças, faltas de confiança.

Hoje, mais uma vez, percebi que o ser humano é capaz de tudo, quando assim o deseja.

Hoje, mais uma vez, fiz uma viagem pelo mais fundo do meu ser, enquanto percorria os 21,1 km da Meia-Maratona Rock'n'Roll Lisboa.

Tive muito tempo comigo mesma para pensar, para pôr as ideias no lugar, para arrumar o que já passou, para me focar no que aí vem, para me preparar para o que a vida tem para me dar nesta nova fase que vai começar.

Senti-me orgulhosa de mim mesma, do meu esforço, das minhas capacidades, e fiquei com a certeza de que sou capaz de muita coisa, assim o queira.

Daqui a dez dias começo as aulas. A minha vida vai virar o caos. O tempo vai escassear. Mas não vou parar de correr. Não posso. Não consigo.

Hoje percebi que a corrida faz mesmo parte de mim e é nela que encontro as minhas forças, o meu foco, o meu equilíbrio.

Hoje sinto-me ainda mais grata por ter tido a sorte de descobrir isto. Obrigada, Mundo.

10 comentários:

  1. A Agridoce está a ficar enorme e este blog começa a ser pequeno para ela! Parabéns, rapariga! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este blogue nunca será pequeno para mim! Eu é que posso não ser grande quanto baste para ele :)

      Eliminar
  2. Um humano focado é capaz de tudo! Boa sorte. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos livros que tenho para ler em breve chama-se, precisamente, "Foco" :)

      Eliminar
  3. Eu corro porque gosto de coisas doces e porque encontro na corrida, muitas das respostas, para as perguntas que a vida me coloca.

    Nuno

    ResponderEliminar
  4. Que sensação brutal, essa! A razão porque não devemos deixar o medo guiar os nosso atos, mesmo que pareça impossível! E parabéns, que uma Meia depois de uma noite mal dormida e tanto para te desconcentrar não é para todos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :) Se ainda não fizeste nenhuma, devias experimentar ;)

      Eliminar