quarta-feira, 26 de julho de 2017

Dos Mestrados e do mais precioso que a vida tem...

Se não me tiverem trazido mais nada, estes dois mestrados (o que fiz e o que acabo daqui a 4 dias), trouxeram-me algo que não tem preço: pessoas.

Uma das minhas melhores amigas veio do meu primeiro mestrado. É a minha outra metade, de tão diferentes e parecidas que somos. Já no mestrado, eu era a arte antiga, ela a arte contemporânea. Eu sou a capitalista, ela a comunista. Eu sou a princesa comodista, ela a prática e despachada. No feitio? No feitio somos iguais. As mesmas indecisões, os mesmos dramas, os mesmos medos. Ela é ligeiramente mais nova, o que só por si não quer dizer nada, mas, neste caso, quer dizer que eu tenho uma visão mais fria e racional da vida. Ela é mais sonho, mais utopia. Ela acredita num mundo melhor. Eu, nem sempre.

Deste segundo mestrado, tenho os meus dois colegas de grupo. Começámos quatro. Expulsámos um elemento entretanto. E, agora, não temos dúvidas de que somos, de longe, o grupo que melhor se entende e que melhor trabalha em conjunto. Trabalhamos quando temos de trabalhar. Rimos muito, quando queremos rir. Eu sou a stressadinha, a chatinha, a picuinhas. A que quer sempre rever mil e uma vezes todos os pontos e vírgulas. A que pede para alterar coisas de véspera, fazendo o meu colega desesperar e achar que sou louca. Mas tem uma paciência de santo e altera o que eu peço. Uma e outra vez. O terceiro elemento é a nossa mãezinha. Quem nos equilibra, quem gere emoções, quem é mais diplomática e para quem está sempre tudo bem. Temos uma dinâmica muito nossa e isso vê-se no nosso trabalho. Vai ver-se amanhã, quando apresentarmos o nosso projecto final, num auditório cheio de gente.

E, mais uma vez, eu sou uma sortuda. Canudos, dinheiro, casas e carros, valem o que valem. As pessoas. As pessoas é que importam.

8 comentários:

  1. Estou completamente de acordo. O mestrado em si mesmo vale o que vale, apesar de, para mim, ter sido fonte de realização e de superação. A melhor parte foi, sem dúvida, as pessoas que conheci, os amigos que fiz e os momentos vividos com ele no durante e no pós curso.

    Boa sorte para o teu projeto! :)

    ResponderEliminar
  2. Beijinhos de uma pessoa que se licenciou em Gestão de Pessoas porque é apaixonada por pessoas e porque sabe que a essência de tudo está nas pessoas. Se sabes isso também tens em ti a pureza das pessoas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se tenho mas... Valorizo muito as minhas pessoas :)

      Eliminar
  3. Muito boa sorte para a apresentação. Força!

    E é como eu costumo dizer, o melhor que a corrida me tem dado são pessoas fantásticas e especiais que tenho conhecido. Pessoas boas que partilhemos amizade são sempre a maior riqueza!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Está feita e correu bem :)

      Também sinto isso em relação às corridas. Tenho conhecido tanta e tão boa gente!

      Eliminar