sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Das pessoas que são estranhas...

Tenho aprendido muito sobre as pessoas.

Nem sempre coisas boas. Mas muito.

Na verdade, analisando as coisas numa perspectiva de médio-prazo, qualquer coisa que possamos aprender sobre as pessoas, é sempre boa. Permite-nos evitar, talvez (só talvez) erros futuros.

As pessoas são estranhas. São curiosas. Têm comportamentos que me intrigam. É nestas alturas que eu gostava de me ter dedicado mais à psicologia e à sociologia.

O comportamento humano fascina-me. Surpreende-me. Deixa-me de boca aberta. E de nervos em franja, neste caso.

É tão curioso ver como algumas pessoas reagem perante certas situações!... Nunca me passou pela cabeça.

Nas últimas semanas as dores no maxilar têm sido muitas, de tanto tempo que passo de queixo caído.

As pessoas são estranhas. E choca-me deparar-me agora com acções e reacções que nunca me passaram pela cabeça. Que nunca achei possíveis.

Mas são. As pessoas são estranhas. E serão sempre uma caixinha de surpresas.



(e eu não voltarei a escrever depois de beber uma garrafa de Lambrusco...)


4 comentários:

  1. Alguma decepção? Já falaste com a pessoa para saber o seu ponto de vista? Também adoro psicologia e sociologia, se bem que também não consigo perceber muita reacção à minha volta, mas acho sempre que sou eu que sou inadaptada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto são apenas devaneios meus sobre situações diversas à minha volta :)

      Eliminar
  2. Também eu sou uma fascinada pelas pessoas, gosto de as "estudar" em silencio e de ver até que ponto elas vão, o que fazem e o que dizem. Mas na verdade sou, talvez, ainda mais estranha que elas.

    ResponderEliminar