domingo, 2 de agosto de 2009

Das novidades... I

E já entrámos em Agosto (leia-se o mês do meu casamento). É verdade que o tempo passa mesmo a correr!

Sexta-feira foi dia de fazer a prova do Catering. Provar cinco bolos diferentes não foi fácil! Mas acho que é daqueles momentos que não vou esquecer tão cedo, por ser uma situação caricata q.b.. Lá nos decidimos, depois de algumas indecisões! A ver vamos, como fica o resultado no dia!

Sexta-feira foi também o dia de fazer um jantar (o primeiro) lá em casa, com a nossa equipa do trabalho (do meu emprego nº2, onde trabalhamos juntos). Mal acabou a noite, disse ao C. que foi o primeiro e o último! Fiquei traumatizada... Vamos ter de repintar uma parede e tivemos direito a um bilhete colado na porta, por parte dos vizinhos (ler mais adiante). Foi muita gente e o sistema de jantar volante não é o melhor nestes casos. Mas para a próxima (sim, eu digo que não mas vai haver próxima, claro!) já sabemos! Tirando estes aspectos menos positivos, foi muito agradável, e acho que este convívio é muito bom para trabalharmos cada vez melhor enquanto equipa.

E voltando ao bilhete na porta (que me estragou o dia logo de manhã mal saí para trabalhar), dizia qualquer coisa como: "Por uma questão de respeito esperamos que limpem a entrada do prédio pois não vivem sozinhos e devem manter limpo o que é de todos", mais coisa menos coisa. Gostei sobretudo do facto de não estar assinado. Voltámos aos bilhetinhos anónimos do liceu!... Haja paciência!

E o pior é que não sabemos sequer do que estamos a ser acusados. Eu saí de casa cedo (bom, relativamente cedo para um Sábado), por volta das nove horas, e depois de ler o bilhete dei-me ao trabalho de passar pelo rés-do-chão e ver se estava alguma coisa suja, e espreitei também as escadas do prédio e a rua. E não vi nada sujo! Das três uma: ou o que quer que seja que estava sujo foi limpo por alguém antes de eu lá chegar; ou foi outra pessoa que sujou alguma coisa, e entretanto limpou (e pagamos nós as culpas, porque demos um jantar nessa noite); ou nunca esteve nada sujo. Seja como fôr, nós não sabemos o que se passou. Inclusivamente, falámos com uma amiga nossa, que foi das últimas a sair, e ela disse-nos que não estava nada sujo. Ainda me passou pela cabeça que os nossos amigos ao levar o lixo para baixo pudessem ter deixado cair alguma coisa ou assim, mas o que é certo é que não vi lá nada.

Andei o dia todo de ontem a remoer nisto... Não acho normal. Independemente de estar sujo ou não, já não somos criancinhas! Custa alguma coisa tocar à porta e dizer educadamente: "olhe vizinho passou-se isto e isto, está não sei o quê sujo, veja lá se tem atenção para a próxima ou pode lá ir limpar?". Bilhetinhos anónimos em tom de ameaça?! Mas o que é isto? Fiquei mesmo sem reacção... Palavra! Se nos viessem tocar à porta a chamar à atenção por isso, sim senhor, pedíamos desculpa e reconhecíamos o erro (que eu ainda não sei qual é). Agora assim, nem nos podemos defender, nem podemos dizer o que quer que seja porque não sabemos nem quem nos acusa, nem do que é que nos acusa!

Irrita-me... Sou sempre bem-educada quando me cruzo com alguém cá no prédio, e já sei que nos próximos tempos vou andar a dizer "Bom dia" e a pensar "Será que foste tu???"... Detesto isto. Não somos amigos dos nossos vizinhos (mal os conhecemos, na verdade), mas não queremos problemas com ninguém. O C. diz que na próxima reunião de condomínio vai perguntar quem escreveu o bilhete. Duvido que alguém se acuse, mas enfim...

Peço desculpa pelo desabafo, mas isto mexeu mesmo comigo!

2 comentários:

  1. Realmente foi desagradável!

    Se não tinham a frontalidade de o dizer pessoalmente, pelo menos assinavam o bilhete!

    Na minha opinião não vale a pena falarem nisso na reunião, porque certamente ninguém vai assumir, e pode gerar-se um ambiente desagradável!

    Não ligues, sê superior! ;)

    ResponderEliminar
  2. Sim, agora já estou mais calma. Se eles não foram adultos o suficientes para serem honestos e dizerem as coisas frontalmente, então também não nos vamos preocupar. Quem manda bilhetinhos anónimos não merece a nossa consideração, certo? :)

    ResponderEliminar