segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Dos regressos aos sítios onde já fomos felizes...

Há exactamente um ano atrás estreei-me em Monsanto. Não só em Monsanto, como no trail. 

Combinámos no Califa e levaste-me a descobrir Monsanto. O pulmão da nossa cidade que eu, até então, desconhecia. Corremos, caminhámos, subimos, descemos. Eu nunca tinha feito trail. Não fazia ideia do que era isso de andar nos trilhos, no meio das árvores, de fazer subidas e descidas que nos fazem levar as mãos à cabeça quando não nos obrigam a levar as mãos ao chão. Também não fazia ideia do que era isso de correr no meio da natureza, das flores, das árvores, dos esquilos que me espantam sempre. Mas custou-me, custou-me muito. E tu, à minha espera, sempre à minha espera, com uma paciência infinita.

Hoje, voltámos a Monsanto, exactamente um ano depois. Voltámos aos trilhos, com a desculpa de estrear a minha mochila nova. A mochila que tu me ofereceste porque, mais do que eu, acreditas que posso ser feliz nos trilhos. E sou. Mesmo quando refilo, mesmo quando sofro com as dores. E se hoje sofri com as dores! Hoje custou-me mesmo. Hoje não fui muito feliz nos trilhos. Hoje perguntei-me várias vezes o que estava ali a fazer e disse, muitas vezes mas muito baixinho, que estava farta de ali estar. E tu, à minha espera, sempre à minha espera, com uma paciência infinita.


Hoje, ficaram as dores, as bolhas e os arranhões. Mas ficaram mais memórias só nossas e ficou a certeza de lá querer voltar. A certeza de lá querer voltar, contigo, daqui a um ano.

5 comentários:

  1. Há efemérides que são sempre boas de celebrar. :)

    ResponderEliminar
  2. Califa, bom gosto ;)
    Espero que voltem para o ano :D

    ResponderEliminar
  3. E o quanto eu adoro este relato, por ser simples e o mais sincero possível.

    Partilho do sentimento pelos trilhos <3

    ResponderEliminar

Os devaneios Agridoces mais lidos nos últimos tempos...