quinta-feira, 18 de maio de 2017

Das coisas que ficam...

A incapacidade de fazer planos. O não ter a coragem para marcar uma viagem para daqui a três meses. Porque eu não sei o que vai acontecer nos próximos três meses. E a vida ensinou-me que em três meses, em dois meses, em apenas um mês, tudo muda.

E eu recuso-me a voltar a fazer planos, somente para voltar a vê-los serem cancelados.

6 comentários:

  1. Em Abril comprei viagem para Setembro :D e sei perfeitamente que até posso não poder ir, pouco provável mas marquei sabendo que há uma pequeníssima probabilidade ahahah Deixa lá, cada um com o que lhe deixa confortável ;)

    ResponderEliminar
  2. Este post aplica-se na perfeição à minha vida nos últimos três anos. As reviravoltas que ela tem dado, umas atrás das outras, têm sido tão brutais e inesperadas, que fazer planos já me parece uma espécie de delírio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, não é?... Acaba por ser mais forte do que nós...

      Eliminar
  3. Fazes mal.
    É cair e levantar de novo!
    Claro que não sei a que planos te referes. Se são sentimentais e sobre desgostos isso pode aumentar a sensação de inércia mas, vai por quem já seguiu esse caminho: é olhar e seguir em frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São sentimentais e de desgostos, sim... Não é fácil. Não é mesmo fácil!...

      Eliminar