quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Dos sorrisos...

Já andava há algum tempo para escrever este post e hoje, que saí de casa a sentir-me linda e maravilhosa (um vestido vermelho e uns saltos altos fazem maravilhas pelo ego de qualquer mulher), achei que era o dia. Preparem-se para uma montanha de clichés.

Se há coisa que a passagem dos 30 me trouxe (ou a vida, ou todas as quedas que dei), foi uma forma diferente de olhar para mim.

Toda a minha vida fui uma pessoa insegura. Nunca aceitei bem o meu corpo, a minha aparência, o que via no espelho. Invejo, profundamente, as pessoas super seguras e confiantes, que se aceitam como são. Eu nunca fui assim.

Existem muitos factores que explicam isto. Educação, envolvência, experiências de vida, falta de segurança, pessoas que me rodearam. 

O que é certo é que, hoje em dia, a forma como olho para mim é completamente diferente. Hoje em dia, reconheço os meus defeitos e imperfeições, mas já não vejo só defeitos e imperfeições. Hoje em dia, olho-me ao espelho e, na maior parte dos dias, gosto de mim e do que vejo. 

E um dos aspectos em que esta alteração é mais sintomática, é nas fotografias que tiro. Durante anos a fio, eu não sorria nas fotografias. Aliás, eu fugia das fotografias e tentava desaparecer dentro delas. Eu nunca gostava de me ver em fotografias. Eu achava sempre que não estava bem.

Hoje em dia, eu gosto de tirar fotografias. Eu faço sorrisos rasgados nas fotografias. Eu partilho as fotografias que tiram de mim. Porque gosto de me ver. Porque me sinto bonita e digna de ser mostrada ao Mundo. E, como se não bastasse tal mudança, sonho com encontrar alguém que goste de me tirar fotografias, como eu gosto de tirar aos outros.

Tenho pena de ter demorado tantos anos a chegar a este estado, mas sabe bem. Sabe mesmo bem. E espero conseguir mantê-lo até ao fim dos meus dias.

13 comentários:

  1. É uma sensação maravilhosa e que muda toda a nossa perspetiva!! Investe tanto em mantê-la como se de um tesouro se tratasse! ;)

    ResponderEliminar
  2. Ora muito bem! Vem aí o ano novo.. vida nova, pensamentos novos, homens novos tudo novo :)
    keep going má frendi! :)
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Eu ainda me estou à procura14 de dezembro de 2016 às 19:02

    Que engraçado. Comigo é exactamente igual. Sempre me achei um patinho feio, não gostava de fotografias, não sorria e comparava-me sempre com o meu irmão. E hoje em dia é o oposto. Gosto de considerar que sou actualmente a minha melhor versão de mim próprio... e que ainda estou a melhorar. Mas, precisei de mais tempo... Foi só com a passagem dos 40.

    ResponderEliminar
  4. Perante isto, só cá vim deixar um sorriso.
    Cá está ele :)

    ResponderEliminar
  5. Lady in red?

    Faz parte do processo de amadurecimento. Os 30 são todo um outro mundo.

    Keep smiling.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. So it seems!...

      São, não são? É dos clichés que mais ouvimos, mas é mesmo verdade... Os 30 são os melhores anos da nossa vida!

      Keep shining?

      Eliminar
  6. Também não sorria muito para as fotografias. Depois pus aparelho, resolvi o problema de achar que tinha dentes horríveis e agora sorrio como uma totó :)

    há que mudar aquilo que não gostamos e aceitar aquilo que não podemos mesmo mudar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está uma excelente solução ;) Ainda bem que tiveste a coragem de mudar isso!

      Eliminar