segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Das opiniões dos outros...

De há uns tempos para cá, tenho feito um esforço na minha vida para criticar e julgar menos, e tentar compreender mais.

Talvez devesse haver mais gente a fazer o mesmo. Como este senhor, já que é pago para escrever num jornal que tanta gente vai ler.

Goste-se ou não, cada um faz o que quer com o seu corpo.

Se eu já vi muitas tatuagens que achei medonhas? Sim. Se eu já pensei muitas vezes o que terá passado na cabeça de algumas pessoas? Sim. Se eu tenho alguma coisa a ver com isso? Não. Se alguma vez escreveria um artigo a criticar isso? Jamais.

Não só porque eu própria tenho uma tatuagem que para muitos pode ser medonha, mas, e sobretudo, porque acho que cada um faz o que quer com o seu dinheiro e com o seu corpo.

Tal como os jornalistas do JN fazem o que querem com o tempo de antena que lhes é concedido.

Vivemos num mundo livre. Goste-se ou não.


8 comentários:

  1. Oh shit! Então isto já vai assim num grande jornal nacional? Só por causa desta, vou fazer a tatuagem que há muito tenho projectada!
    Há coisas que não são propriamente um must em termos estéticos, mas que nos interessa isso a nós? É preciso é que a pessoa se sinta bem com ela. Tudo o resto é ruído.

    ResponderEliminar
  2. Olá, de facto, de opiniões está o mundo cheio... fala-se, critica-se demasiado rápido, deveríamos sim observar mais, compreender... Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Mas que mente tão pequenina...
    Existem tatuagens e depois existem Tatuagens... Obviamente que algumas que vemos não possuem grande qualidade, admito, mas existem outras que são autênticas obras de arte. É preciso saber onde procurar, o que procurar mas também saber observar.
    As de verdadeira qualidade andam sempre escondidas...
    Não me senti minimamente ofendido pelo artigo, por que será? ;)

    ResponderEliminar
  4. Acho verdadeiramente nojento e sou homem.
    Fugir a sete pés!!!!!!!

    Nassau

    ResponderEliminar