segunda-feira, 18 de julho de 2016

Dos fins-de-semana... - I

Andei a semana toda que passou, para escrever sobre o fim-de-semana... E não o fiz. A verdade é que tenho andado a mil e, na maior parte dos dias, nem ligo o computador em casa.

Mas não queria deixar de registar o maravilhoso que o fim-de-semana foi...

Sábado fui fazer mais um treino matinal na praia, depois vesti o bikini, e fiquei por lá mais duas horas a apanhar Sol e a dar mergulhos. Viver a 3 minutos de carro da praia, tem as suas vantagens!...

A tarde passou-se com uma ida à Gulbenkian, para ver a exposição Linhas do Tempo, e um passeio pelos jardins. 



A exposição não é maravilhosa e fantástica, mas, sendo de entrada livre, e tendo oportunidade, vale a pena espreitar, pois em alguns casos foram criados contrastes muito interessantes entre as obras da colecção constituída por Gulbenkian, e as obras adquiridas mais recentemente.


O jantar foi, já bem tarde, no Prego da Peixaria. Ainda não conhecia o espaço do Saldanha e, tal como os outros, não desilude. Adoro os burguers de peixe e fico sempre indecisa em relação a qual escolher!...


Domingo, tive o acordar perfeito. Panquecas de aveia, sumo de frutas (já não sei quais) e... O concerto dos Radiohead no Alive que foi transmitido pela RTP!


Pulei, dancei, cantei (com o Snow a achar que estava louca), fiquei arrepiada e de lágrimas nos olhos... Não quero imaginar o que teria sido se os tivesse visto ao vivo, mas não vou pensar mais nisso.


Seguiu-se almoço de família num restaurante açoriano maravilhoso: 9 Ilhas. O marisco era óptimo, a vista também e a sobremesa divinal:


Mas... Mesmo depois de um almoço farto, e após uma caminhada pelo Parque das Nações em busca do Outjazz (que, descobri depois, tinha sido adiado), ainda houve espaço para um gelado na minha geladaria favorita: Emanha.


Talvez por ter vivido uma boa parte da minha vida muito perto desta zona, talvez por ter visto da janela de casa dos meus pais esta ponte e toda esta zona a ser construída e a crescer, talvez pelas mil e uma histórias e memórias que guardo desta zona, não me canso de passear por aqui...


Acabei o fim-de-semana com a sensação plena de "Everything in it's Right Place"...

4 comentários:

  1. Diz lá, não te queixas da vida, pois não? Pelo menos, desta parte da vida. :)
    Tenho pena que não tenham feito com o concerto dos Arcade Fire o que fizeram com o dos Radiohead. Não lhes deve ter sido permitida a transmissão, mas é uma grande desilusão para quem não teve oportunidade de ir ao Alive.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me queixo, não :)

      O dos Radiohead foi uma grande surpresa... Não permitiam isto há muitos anos e não permitiram o directo, mas acabaram por permitir a transmissão depois e foi maravilhoso :)

      Eliminar
  2. Tenho um post do fds do alive meio escrito... nunca mais o acabei... desgraça!

    ResponderEliminar