segunda-feira, 14 de março de 2016

Do meu fim-de-semana...

O meu fim-de-semana foi... Cheio!

Faço por me manter ocupada. Enquanto estou ocupada, não penso. E, quando penso, invariavelmente, dá asneira.

Sexta-feira saí do trabalho, mais tarde do que gostaria, fui ver uma exposição com uma amiga, e ainda fomos à inauguração de outra. Não há maneira de eu gostar de arte contemporânea mas ela arrasta-me para estas coisas, e eu vou começando a tolerar melhor. Quanto mais não seja, há vinho nas inaugurações, pelo que nunca é tempo perdido!...

Acabei por jantar em Lisboa, num restaurante que desconhecia: um nepalês que é tasca, tasca, tasca. Daqueles que a ASAE fecharia certamente, mas onde se come bem por um preço estupidamente baixo. Acabou por ser uma experiência nova para mim, porque sou menina mimada e comodista, e nunca tinha vindo tão tarde de comboio para casa... Mas sobrevivi. Obviamente, sobrevivi!

Sábado comecei o dia na... Sportzone! Oi?! Sábado de manhã na Sportzone?!... Parece que sim... Comprei uns calções e uns corsários lindos que só eles, possivelmente para levar à meia, e umas meias XPTO (estive, à vontade, dez minutos para escolher um par de meias... Um par de meias!!!). Seguiu-se supermercado, passagem em casa para descarregar e comer qualquer coisa, e IKEA.

Fui comprar mais algumas coisas que continuavam em falta no meu pequeno T1. Finalmente, desmontei a árvore de Natal e passei os livros para uma estante:


Também comprei uma capa de edredão para a minha cama (o quarto tem sido, claramente, a área mais negligenciada no que toca a aspectos decorativos...) e o enchimento que me faltava para completar as almofadas no meu sofá. 


Cor-de-rosa. Muito cor-de-rosa. Vantagens de viver sozinha e de poder escolher o que me apetece. E gosto tanto!...

O resto do dia foi passado em arrumações e limpezas, e ainda deu para ir fazer uma corridinha.

Domingo, dia de brunch familiar lá em casa, para apresentar a casa a quem ainda não a conhecia, e para mostrar as novidades a quem já lá tinha ido.


Fiz um bolo de maçã, iogurte e manteiga de amendoim (fiz manteiga de amendoim caseira no Sábado entre arrumações e limpezas...), que ficou maravilhoso.

O dia acabou e voltei àquela sensação de vazio que fica depois das coisas boas... Mas gostei de ter as minhas pessoas lá em casa, adorei andar aos pulos na minha cama com o meu sobrinho, e foi maravilhoso passar mais um dia de volta de pratos e copos, na conversa e na descontracção total.


3 comentários:

  1. E há que aproveitar e guardar esses momentos bons! São deles que se compõe a vida! E são esses que interessam!

    ResponderEliminar
  2. Ah... adorei a "Árvore de Natal"! Nunca ganhei coragem para fazer uma dessas! :)

    ResponderEliminar
  3. Que bom :) Parece-me um fim-de-semana fantástico

    ResponderEliminar