terça-feira, 1 de março de 2016

Das notas soltas...

O problema de vivermos momentos muito felizes é o vazio que fica depois.

Como é que eu vou trabalhar amanhã? Como, Senhores?

4 comentários: