terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Das palavras...

Às vezes, muitas vezes, digo as coisas erradas.

Digo disparates, digo piadas que não têm tanta piada assim, uso palavras e expressões que não são bem interpretadas.

Às vezes, muitas vezes, magoo as pessoas que me rodeiam com as coisas que digo. Ou não lhes digo as coisas de forma clara e deixo margem para as dúvidas.

Às vezes, muitas vezes, tento dizer nas entrelinhas o que não sou capaz de dizer de viva voz. Nem sempre consigo.

E surgem mal-entendidos. Surgem mágoas. Surgem sorrisos tristes à espera das palavras que não chegam.

Às vezes, muitas vezes, brinco com as palavras para nelas me esconder. É a minha forma de lidar com o nervosismo. É a minha reacção às situações e aos sentimentos com os quais não sei lidar. Mas, na verdade, também não sei brincar com as palavras e o resultado, às vezes, muitas vezes, é catastrófico.

Perdoa-me a minha incapacidade com as palavras. Como perdoas tudo o resto.

4 comentários:

  1. Conheço esse sentimento tão bem! Melhorou muito quando fui ao psicólogo e andei a estudar sobre assertividade! Força! Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curiosamente, já por diversas vezes me consideraram uma pessoa assertiva e boa comunicadora. Conseguisse eu aplicar isso a tudo na vida! :)

      Eliminar
  2. Que texto lindo, pese embora a tristeza inerente. Mas todos fazemos tudo isso até certo ponto. No entanto, poucos podem contá-lo dessa forma... Um beijinho Agridoce

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cristiana :) Um beijinho também para ti!

      Eliminar