domingo, 22 de novembro de 2015

Do dia de hoje...

O meu pai fez hoje 60 anos. 60. 6 décadas.

Claramente, não estou preparada para isso.

Para mim, as pessoas de 60 anos já são velhinhas. E o meu pai não é velhinho. Não pode ser. Não pode mesmo.

Preparei-lhe uma surpresa muito engraçada e pode ser que depois venha cá partilhar, mas agora vou ali enfiar-me num canto a processar esta informação.

4 comentários:

  1. O meu pai já tem 74 e quando vejo alguém mais ou menos dessa idade fico com o coração apertado. Desde os 70 que passei a detestar (não sei se será bem o termo) os dias de aniversário dele. Achamos sempre que nunca envelhecem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, não é? Devia dar para parar o tempo!...

      Eliminar
  2. Uma das coisas boas de ser velho, é a certeza de que não morremos novos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é um falso consolo! No fundo, ser velho é saber que falta cada vez menos para morrer. Pode ser uma ilusão, mas quando somos novos, achamos sempre que ainda falta muito :)

      Eliminar