quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Das perspectivas...

Aqui há tempos saiu um artigo/anúncio da Dove, se não estou em erro, sobre as diferenças entre a forma como as mulheres se vêem e a forma como os outros as vêem.

As diferenças eram assustadoras. 

As mulheres (não digo as pessoas em geral porque este estudo foi só com mulheres) têm tendência a ter uma imagem muito denegrida de si mesmas. Acham-se mais feias, mais velhas, mais gordas, mais tudo-o-que-é-mau-e-defeito.

Há dias, pude constatar isso mesmo aplicado à minha pessoa.

À hora de almoço dei um salto com uma colega à Mango mais próxima.

Foi curioso ver como perante umas skinny jeans muito skinny ela me disse: "Mas tu podes usar isso, tens as pernas magrinhas". Perante uma blusa em que peguei e que gostei mas que era gigante porque era um L: "Ai não, para ti tem de ser um XS". E mais dois ou três exemplos deste género.

Eu não acho, de todo, que tenha as pernas magrinhas. Mas, pelos vistos, há quem ache que sim. Eu não acho, de todo, que seja pessoa de vestir XS. Mas, pelos vistos, há quem ache que sim.

Ontem, pelo sim, pelo não, pus-me em frente ao espelho a olhar para mim. E continuo a achar que tenho uns quilos a mais. E que tenho de perder barriga e os pequenos pneus na zona das ancas. Acredito mesmo que sim.

O que me leva a concluir: ou o estudo da Dove está completamente certo e eu tenho uma ideia completamente distorcida de mim própria; ou, eu sei vestir-me mesmo bem e disfarço magnificamente os quilos a mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário