segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Do meu estado actual...

Agarrada ao kindle, com mais uma crise de estômago que não me deixa dormir.

Prevê-se uma segunda-feira espectacular amanhã...


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Das coisas boas do meu dia...

Ir almoçar com a BFF e ela dizer que estou mais magra.

Mesmo não concordando.

Mesmo que qualquer alteração de peso se deva ao facto de não poder comer quase nada graças ao meu estômago.

Sabe bem ouvir!

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Das leituras...

Definitivamente, tenho de começar a ter mais atenção ao que escolho para ler.

Às oito e meia da manhã vir no comboio a chorar é capaz de não ser a melhor forma de começar o dia...

domingo, 14 de setembro de 2014

Dos recomeços... - II

Custa, isto de recomeçar. Custa muito.

Podia ter falado da VFNO, podia ter falado da anedota que foi o debate do Costa e do Seguro, podia ter falado das minhas últimas leituras, podia ter falado do caos que tem estado o trabalho, podia ter falado do dia em que cozinhei ao lado de um chef famoso da nossa praça e que me ensinou umas receitinhas, podia ter falado de mais fins-de-semana na casa de campo em obras.

Tanta coisa de que podia ter falado e não falei...

Perdi-lhe o jeito? A paciência? O ritmo? Talvez, talvez...

Mas ainda não baixei os braços e hei-de continuar a tentar...

domingo, 7 de setembro de 2014

Dos recomeços...

Em vagueando pela blogoesfera descobri que Setembro é o novo Janeiro. Pois que este ano, para meio mundo, Setembro é que é. Em Setembro é que se recomeça, Setembro é que conta, em Setembro todo um mundo de possibilidades se abrem.

Mas olhem, eu não gosto de Setembro. Não gosto. E não gosto do dia de hoje. E não gosto de não ser capaz de falar nisso. Mas não gosto.

Não sei o que me vai trazer Setembro. Mas não um recomeço, certamente.

Setembro é para mim, desde o ano que passou, vida e morte. Princípio e fim. Mas não recomeço.

Setembro é também angústia e ansiedade. Mas não recomeço.

Talvez devesse voltar a estudar, só para também poder dizer que Setembro é recomeço. Talvez para o ano.

Por ora, vou continuar a esperar pelo fim dos dias, um após o outro, lidando com Setembro e esperando que Setembro não me traga (mais) nada de mau.




(Eventualmente, e para entrar na onda, talvez Setembro seja um recomeço para este blogue... Só por isso, voltam os comentários!)