sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Das minhas vontades...

Daqui a duas horas e qualquer coisa tenho um jantar. Um jantar a que não me apetece ir. Não me apetece nem um bocadinho.
Pior, não sei o que vestir. Pior, o jantar vai ser na rua. Não sei bem como, com este tempo, mas suponho que haja alguma espécie de cobertura. Sei que vou ter frio.
E sei que o que me apetecia era ficar no meu sofá.
Mas não. Tem de ser. Diz que vão pessoas a este jantar que podem vir a ser importantes no meu futuro. E lá vou eu, roupa pipoca, sorriso na cara, pôr em prática o que aprendi de networking.
Ou corre lindamente, ou vou rogar muitas pragas.

Do crescimento... - II

Eu a dar indicações à minha irmã sobre a noite de hoje é qualquer coisa de fabuloso.

Qual ditadura, qual quê!

Ela preocupada a dizer-me que a vá buscar o mais tarde possível. Eu a dizer-lhe que tem de estar sempre contactável e que se não se porta bem hoje, nunca mais vou buscá-la a sítio algum.




Nota: é um bocadinho too much eu dizer-lhe para ir agasalhada, certo?...

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Do crescimento...

Já passei por uma irmã mais nova a querer sair à noite e eu a ter que ir buscá-la à esquadra mais próxima (não teve culpa, coitada, mas imaginem-me a entrar e sair às escondidas de casa dos meus pais, a meio da noite, para ir buscar o BI dela...).

E agora é a outra a mandar-me mensagens a perguntar se posso ir buscá-la depois de uma festa Sexta-feira à noite.


O que vale é que só devo voltar a passar por isto se algum dia tiver filhos.

Do momento em que eu percebo que ninguém me liga...

Mas há sundae de doce de ovos? E ninguém me avisa? Seriously?!


Agora sim, acho que o blogue não serve para nada.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Dos momentos cruciais...

Armada em chique vim fazer uma drenagem linfática (abençoada Groupon).

Pois que cheguei meia hora mais cedo. Pois que isto calha de ser a cinquenta metros do sítio onde não vinha há uma eternidade e onde servem os segundos melhores croissants que conheço (os primeiros são ao pé de casa). Pois que estou a beber café a um metro dos benditos e a pensar na ironia do destino.


Isto promete.

Das conclusões óbvias...

Este blogue foi deixado ao abandono.


Assim, estão abertas candidaturas para quem o queira adoptar e estimar devidamente. É justo. É merecido. É compreensível.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Da Cookie... - VIII


A Cookie em 2016 também quer participar nos JOs do ténis... 
Não lhe bastavam já a prova de obstáculos, o salto em comprimento, 
a ginástica com fitas, os saltos para a água, ...

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Das conclusões muito espertas... - Parte II

Sabemos que devíamos ter feito fisioterapia quando, nove meses depois da fabulosa queda em Londres, ainda nós dói o tornozelo quando tentamos correr quinze metros.

Das conclusões muito espertas...

Hoje não foi um bom dia para recomeçar as minhas caminhadas Baixa-Marquês. Não foi, não.
Preciso de, no mínimo, menos dez graus de temperatura.

domingo, 16 de setembro de 2012

Dos momentos das férias...



Estas férias foram diferentes. Por muitos e variados motivos. 
Mas foram diferentes.

E ainda não me apeteceu escrever aqui sobre isso. Talvez um dia.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Dos retratos de um país em crise... - II

Eu não vou à manifestação de amanhã. Não vou.

Não acredito em manifestações.

Além de que, entre os dois empregos, amanhã é o único dia de folga que vou ter em... 13 dias. E ainda tenho uma tese para fazer.

E já disse que não acredito em manifestações?

Dos retratos de um país em crise...

Saio do trabalho. Vou levantar dinheiro para ir comprar tabaco. Saio do banco e penso: "vou ali à ABEP que a senhora é muito fofinha.".

Está um calor que não se aguenta, olho para o lado e está uma tabacaria. Ainda hesito, mas penso que o calor é mais forte do que a Senhora Fofinha.

Agridoce - "Boa tarde. Queria dois maços de Chesterfield."
Senhor, olhando para a nota de dez euros na minha mão - "Ahhh... Não tem mais pequeno? Notas de cinco ou moedas?"
Agridoce - "Não, levantei agora, só tenho isto."
Senhor com um ar miserável - "Ahhh... É que eu não tenho troco para isso..."

Senhor a olhar para os lados como se se fossem materializar trocos ali ao lado.

Agridoce - "Deixe estar, obrigada."

Fui à ABEP. Não estava a Senhora Fofinha mas estava o marido. Deu-me o que eu queria, não hesitou perante a minha nota (estamos a falar de dez euros para pagar sete e quarenta...) e ainda me desejou uma boa tarde e um bom fim-de-semana.

E é isto. É o país que temos. Numa das zonas mais movimentadas da cidade, temos de pedir por favor para comprar uma coisa. Depois venham dizer que isto está mau.

Da Cookie... - VII


Dona Cookie em modo "se eu não fosse uma gata, gostava mesmo era de ser uma suricata".*



*ou de como há sempre uma janela entre ela e o Mundo.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Dos lembretes...

Recapitulando:

Eu tenho de ser menos parva. Hoje lixei-me com F por ser parva. Só por isso. Por ser parva.

Oui. É bem feita. É merecido. Mas um dia, talvez um dia, eu vou aprender.

Das minhas dificuldades matemáticas...

Um, dois, três, explique lá outra vez...

Então por cada recibo verde passado 52,2% vai para o Estado, é isso?

É bom saber. E é bom não saber se não vão também mexer no irs e se este valor não vai ainda aumentar...

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Das coisas que eu acho fofinhas...

Ainda há quem envie telegramas...


Da Cookie... - VI


Dona Cookie em modo "eu sou uma gata tão crescida".

domingo, 9 de setembro de 2012

Das modas...

Quantas pessoas me vão ostracizar se eu escrever na minha tese que a arte contemporânea é feita de modas?...*

(e que, por isso, não interessa nada)

Das fotografias que dão alegria... - Day depois de ontem e antes de amanhã...

90% das folhas que uso para preparar a tese estão assim... E não, não tenho ratos em casa. Tenho uma Cookie, o que é quase o mesmo.


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Dos Coelhos...

Somos clarividentes e pacientes. 
A nossa reputação é incomparável ao que era. 
Não nos deixámos vencer. 
Temos de ser persistentes, com inteligência e determinação.




Agora que sei que somos os maiores, estou muito mais descansada.

Dos grandes passos para a Humanidade...

Ontem cheguei a casa e apetecia-me um gelado.

Abri o congelador. Olhei para ele. Fechei o congelador.

Comi uma ameixa.


Não é fabuloso?

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Das coisas que me intrigam deveras... - V

O terceiro país de onde vêm mais visitantes parar a este blogue é a Rússia. A Rússia, Senhores.




Seriously?

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Das pequenas notas mentais...

Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva. Eu tenho de ser menos parva.

Do regresso ao trabalho...

Uma pessoa está dez dias fora e tudo muda.

Não sei se ria, se chore.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Das grandes dúvidas...

Indecisa entre...

- continuar agarrada à tese, já que ainda tenho tanto para escrever...

- ir agarrar-me a uma sangria branca, a gozar as últimas horas de férias, e a pensar que amanhã regresso ao trabalho, com direito a nova chefe e tudo e tudo e tudo...

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Das fotografias que dão alegria... - Day 247


Em modo regresso à infância...