sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Do que une as pessoas...

Há dias descobri, em quem menos esperava, um interesse em comum: Saramago.

Essa pessoa subiu assim quatro mil pontos na minha consideração. Quem diria que por detrás daquele ar de adolescente pateta e rebelde, estava um interesse por um dos maiores escritores portugueses?


A verdade é que é possível as pessoas continuarem a surpreender-nos. E não tem de ser sempre por maus motivos. 

3 comentários:

  1. Aproveita, se um homem gosta de Saramago, é casar com ele!

    ResponderEliminar
  2. Carlota: ahahah! Parece-me uma dedução lógica e aceitável. Mas não é, de todo, o caso. A parte de adolescente pateta eu dispenso :) Quiçá, posso recomendá-lo a uma das minhas irmãs mais noivas :)

    ResponderEliminar