sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Das diferenças no comércio...

Uma pessoa entra na Montblanc e tem medo. Mesmo. Além da porta fechada, que pesa uma tonelada, numa loja com 20 metros quadrados estavam três funcionários e um segurança. Quatro pessoas que olham para nós, sorriem e dizem boa tarde. Estava apenas um outro cliente na loja e uma das funcionárias veio logo ter comigo. Todos eles simpáticos, com boa aparência, irrepreensíveis. Mas assim a modos que um bocadinho assustadores.

E uma pessoa entra na Pixmania e também tem medo. Por razões diferentes. Para quatro balcões, estava uma pessoa a atender. Estive quinze minutos à espera para ser atendida num espaço onde o ar condicionado se existia, devia estar desligado. Os senhores dão-se ao luxo de cobrar uma taxa por cada venda e depois é isto. Foi a segunda  vez que lá fui e algo me diz que foi a última.



E tudo isto porquê? Porque sou madrinha no casamento do ano e tenho de andar a levantar prendas surpresa para o noivo, e prendas surpresa para os noivos, e tudo e tudo e tudo... Enfiar-me no centro de Lisboa às três da tarde, não foi o momento mais inteligente do meu dia, não.

Sem comentários:

Enviar um comentário