quinta-feira, 21 de julho de 2011

Do que eu preciso...

Do que eu preciso é de chorar. De chorar muito. De chorar tudo.


Mas não. Ando todos os dias a acumular mais um bocadinho. Todos os dias, várias vezes ao dia, as lágrimas querem saltar e eu finjo que não é nada comigo. Como neste exacto momento, por exemplo. Pisco muito os olhos, respiro fundo e penso noutra coisa qualquer.


E não choro o que devia chorar. E não choro o que preciso chorar.


Até ao dia em que vou transbordar e vou inundar tudo à minha volta. Afastem-se quando chegar a hora, é só o que vos digo.