quinta-feira, 14 de julho de 2011

Daqueles que não escolhemos...

Há dias, a Ni falava de relações difíceis com pessoas próximas, relações com pessoas que, à partida, são ou devem ser importantes para nós. Eu pensei e repensei, e acabei por não comentar. Tenho, cada vez mais, dificuldade em falar sobre a vida dos outros. Já o fiz tanta vez e tenho sempre medo de me estar a meter onde não devo. Eu mal sei da minha vida, quanto mais da dos outros!...

Da minha vida, o que eu sei é que o tempo me fez desistir de algumas pessoas. Pessoas que, à partida, deviam ser importantes para mim. Quando se desiste de uma mãe, consegue-se desistir de quase tudo.

Ou, então, é quando uma mãe desiste de um filho, que se consegue desistir de quase tudo.

Eu desisti da minha mãe. Ou a minha mãe desistiu de mim. Pouco importa, agora.

Já aqui falei muito sobre isto. Demasiado, até. Mas ontem voltei a pensar nisto. E voltei a pensar nisto porque ela teve mais um dos seus momentos brilhantes.

E eu estou tão cansada, tão farta, tão desistente, que nem lhe respondi. Ignorei, simplesmente. Ela mandou-me um SMS idiota, e eu não lhe respondi. Simples, assim.

Aqui há dias o meu irmão pediu-me que fosse com eles almoçar com ela um dia destes. Se eu já tinha torcido o nariz, agora é óbvio que não o farei.

E preocupa-me, preocupa-me um bocadinho que ela tente estragar o dia do casamento do meu irmão como tentou estragar o meu. Sorte a minha, que estou rodeada de pessoas GRANDES, que nem sequer permitiram que eu me apercebesse do que se estava a passar. 

Mas preocupa-me. Preocupa-me mesmo. Preocupa-me porque o casamento é num barco e eu não sei se ela sabe nadar... 

4 comentários:

  1. Nao conhecia o blog. Mas não posso deixar de comentar este texto, porque fico sempre tiste com situações destas. Ainda há dias escrevi sobre familia no meu blog. Espero que seja possivel as coisas melhorarem.

    ResponderEliminar
  2. Oh querida, lamento essa situação com a tua mãe.
    Não desistas, tenta mais uma vez.

    Beijinhos

    **

    ResponderEliminar
  3. Queres que lhe empreste as bóias da minha sobrinha? :P

    ResponderEliminar
  4. Isa e Alice: já não há grande volta a dar!...

    MSG: não vamos tirar as bóias à tua sobrinha :P

    ResponderEliminar