segunda-feira, 27 de julho de 2009

Ser mestranda ou não? Eis a questão...

Há cerca de um ano, por esta altura, estava eu a entregar a minha tese de seminário (o trabalho final do curso). Na altura, como não sabia bem como seria o meu futuro, decidi não começar logo a fazer um Mestrado.
Passaram-se alguns meses, e surgiu a hipótese de fazer um Estágio Profissional, que é o que estou a fazer neste momento.
Entretanto, e como eu não sei estar parada, comecei a voltar a ter uma vontade imensa de me meter num Mestrado. A primeira hipótese era a minha grande paixão: Museologia. Mas, sendo honesta, sei que o mercado está a ficar inundado de Mestres em Museologia, pois há já 3 ou 4 faculdades, só em Lisboa, a oferecer este Mestrado. A segunda opção: Gestão em Mercados de Arte. Excluí rapidamente esta opção pelo seu preço: 5 mil euros. A terceira opção: Arte, Património e Restauro. Também com um custo elevado, mas parecia-me a melhor opção, por me dar uma formação mais geral e mais alargada.

Entretanto, e porque tudo está em constante mutação, decidi que valia a pena fazer o investimento, e optei pelo Mestrado em Gestão de Mercados de Arte. Quando fui ver mais informações, vi que as propinas tinham aumentado, e ele custava agora a módica quantia de 6 mil euros. Respirei fundo e pensei "É um investimento". Mas, entretanto, descobri que o prazo de candidaturas já tinha acabado. Fiquei a sentir-me muito pouco inteligente por ter deixado passar o prazo. Mas hoje soube algo que me deixou aliviada, por um lado, e muito baralhada, por outro: o Mestrado não vai abrir este ano. Não houve inscrições suficientes que justifiquem o seu funcionamento. Pudera, com propinas assim!... Mas fiquei mesmo desolada.

Agora, a grande questão é: fico mais um ano quietinha, e para o ano tento inscrever-me neste (se abrir), ou inscrevo-me na minha terceira opção (sublinho "terceira")? Não sei. Não sei mesmo. Este ano tem estado caótico o suficiente. É o casamento, é a casa, é este estágio que me está a enlouquecer. E eu sei que não é por estas razões que devo decidir. A razão principal mesmo é o facto de que eu já estava, digamos assim, mentalizada para o outro. Mesmo custando seis mil euros. Seria um investimneto que me podia abrir muitas portas no futuro. Inclusivamente, foi criada um protocolo com a Sotheby's para os melhores alunos do Mestrado lá irem estagiar. E isto não é coisa pouca na minha área! Por tudo isto, devo contentar-me com outra coisa qualquer só para fazer um Mestrado? Eu acho, honestamente, que não. Mas já sei que muita gente me vai dizer que não devia ficar mais um ano parada, que depois é pior, que vou acabar por não fazer. Yada, yada, yada.

Vou reflectir sobre este assunto. Séria e profundamente.

4 comentários:

  1. Reflecte bem, mas na minha opinião (ainda que não seja da área) um mestrado é sempre um bom investimento.

    Eu vou começar o meu em Setembro, se bem que já licenciei-me há quase 4 anos e como é pré-bolonha, tenho bastantes equivalências.

    Se soubesse o que sei hoje, já o teria feito há mais tempo. ;)

    ResponderEliminar
  2. Um mestrado é sempre um bom investimento sim!

    Mas agora, dois anos depois de ter começado a trabalhar, vejo que daqui a um ano estarei melhor preparada para a injecção de informações e para o network que vou desenvolver durante o mestrado.

    Por isso, o meu conselho é que ganhes mais experiência profissional, que consolides os conhecimentos da licenciatura e então depois, parte para o mestrado!

    Bisouxxx

    ResponderEliminar
  3. Bom, eu terminei o meu agora e ando a ponderar fazer doutoramento.
    O mestrado, principalmente se estivermos a trabalhar, é bastante complicado. Posso dizer-te que praticamente não tive férias nos dois anos que andei a tirar mestrado.
    Mas porque dá algum trabalho, recomendo-te a iniciares agora que ainda estás com o ritmo da licendiatura e não tens filhos, porque depois é muito mais difícil.
    Já percebi que estás a ser bastante rigorosa na escolha, mas nunca é mau relembrar que escolhas algo que gostes e que te possa abrir mais portas ao nível profissional.

    ResponderEliminar
  4. Obrigada a todas pela vossa opinião!

    Elo eu vou fazê-lo de certeza pois concordo contigo, é um bom investimento. A minha dúvida é se faço já ou só para o ano!... Boa sorte para o teu!

    Vanessa acho que tens muita razão em relação a essa questão! Ainda para mais, porque sei que ao longo do estágio ainda vou aprender bastante, e isso pode ajudar-me a preparar-me melhor para o Mestrado. Estou cada vez mais inclinada para esperar um ano!

    Gisela eu também quero ver se faço o doutoramento depois. Mas depende de como correr o mestrado. A minha indecisão prende-se exactamente com a questão do abrir de portas a nível profissional. Eu sei que se esperar um ano e fizer o outro, vou ter mais hipóteses de ver algumas portas abrirem-se, mas tenho medo que algumas se fechem, por este ano estar parada (Salvo seja!).

    Tenho de pensar nisto! Obrigada e beijinhos!

    ResponderEliminar